Instrução Geral – parte 1

1. Estrutura dos Livros da “Liturgia das Horas” e da “Oração das Horas”

Atendendo a reiterados pedidos, me dispus a esclarecer, especialmente aos leigos que se dedicam ao nobre exercício do Ofício Divino, alguns aspectos importantes sobre a estrutura dos livros da Liturgia das Horas e da Oração das Horas, visto que muitos […]
e

homepage_misericordiae-vultus

BULA DE PROCLAMAÇÃO DO JUBILEU EXTRAORDINÁRIO DA MISERICÓRDIA

Oração da Manhã: um exame dos sentidos

Oração da Manhã: um exame dos sentidos

A Grande Consagração do Dia se afigura na vida dos que pertencem ao Cristo como algo essencial.
O Cristo total de Santo Agostinho: chave privilegiada de oração com os Salmos

O Cristo total de Santo Agostinho: chave privilegiada de oração com os Salmos

Por Frei Heres Drian de O. Freitas, osa A leitura de certas passagens do Antigo Testamento foi, não poucas vezes, ocasião de dificuldade para a Igreja primitiva, como pode ser ainda hoje para alguns de nós, especialmente no que diz […]

Mensagem de Dom Carlos Alberto

Catequese do Papa Bento XVI: aprendendo a orar com os Salmos

Catequese do Papa Bento XVI: aprendendo a orar com os Salmos

Queridos irmãos e irmãs: Nas catequeses anteriores, vimos algumas figuras do Antigo Testamento, particularmente significativas, em nossa reflexão sobre a oração. Falei sobre Abraão, que intercede pelas cidades estrangeiras; sobre Jacó, que, na luta noturna, recebe a bênção; sobre Moisés, […]
Lectio Divina

Lectio Divina

Muitos traduzem "Lectio Divina" como "lição" ou "leitura de Deus", "leitura orante da Palavra". Eu a chamo de "leitura sob a inspiração do Espírito", uma vez que a Escritura é a própria voz do Espírito de Deus, e é do Espírito que deve brotar a nossa oração quotidiana (Cf. Rm 8, 26).
“Meu Deus, meu Deus, por que me abandonastes?” Salmo 22, (21) (Papa Bento XVI)

“Meu Deus, meu Deus, por que me abandonastes?” Salmo 22, (21) (Papa Bento XVI)

Queridos irmãos e irmãs, Na catequese hodierna gostaria de meditar sobre um Salmo com fortes implicações cristológicas, que sobressai continuamente nas narrações da Paixão de Jesus, com a sua dúplice dimensão de humilhação e glória, de morte e vida. É […]

5. O Ordinário da Liturgia das Horas

A definição de Ordinário é aquela mesma que está nos dicionários:  “Aquilo que está na ordem das coisas habituais; comum, useiro, vulgar; costumado, normal, periódico, regular; frequente; igual ao maior número.”  Na liturgia “é o Livro que indica o modo de recitar os Ofícios Divinos.” […]
X